AMRIGS - Associação Médica do Rio Grande do Sul
    
 
Área do Associado



 


 

 
   
 

Pediatra explica quais são os principais motivos para atraso na aprendizagem escolar das crianças

Especialista ressalta que existem diversos motivos para que os pequenos não estejam estudando como é o esperado pelos professores

Que cada criança tem o seu tempo, todos os pais estão acostumados a escutar. Entretanto, o pediatra do Comitê de Desenvolvimento e Comportamento da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS), Renato Santos Coelho, lembra que existem períodos considerados normais para o desenvolvimento das crianças e que valem a pena serem observados com atenção. O pediatra lembra que existem muitos alunos de seis ou sete anos que ainda não estão maduros o suficiente para a primeira série. Uma criança que tem seis ou sete anos e está com dificuldades na sala de aula pode apresentar uma imaturidade, apresentando atraso na aprendizagem.

- A criança que não consegue manter-se concentrada na aula, não quer dizer que tenha necessariamente um deficit de atenção. Essa tem sido uma das principais preocupações dos pais. Pode ser algo relacionado com diversos aspectos da própria pessoa, como a velocidade em que o cérebro amadurece. Quando os pais perceberem que não houve desenvolvimento adequado é hora de buscar uma avaliação de um pediatra – explica.

A imaturidade do cérebro é tão comum que, de acordo com o pediatra, 10% das crianças entram na escola antes do momento ideal para o processo de alfabetização. Os pais que receberem a orientação dos professores quanto ao atraso na aprendizagem podem estimular os filhos com brincadeiras lúdicas, como recortar papel, pintar figuras e andar de bicicleta, por exemplo. 

Nos casos de deficit de atenção, o indicado é que os pais observem características em casa e não apenas na escola. Os sintomas mais comuns são o esquecimento e a perda de objetos, a fácil distração, não conseguir se concentrar em uma brincadeira por muito tempo. 

Outro motivo encontrado para que a criança tenha dificuldade em aprender são fatores externos, como problemas familiares. 

- Este é um outro problema, pois as crianças podem estar com problemas de ordem doméstica. Os pais que não estão bem, a criança sente e percebe. O ambiente familiar instável, sem ter alguém que dê atenção, fica se sentindo solta, sem rumo, também é prejudicial. Além disso, os pequenos podem apresentar distúrbio de sono e uma irritabilidade aumentada – finaliza.

O especialista lembra que, qualquer dúvida sobre os motivos para os filhos não estarem com um bom rendimento escolar, pode ser tirada em uma visita ao médico pediatra.

Fonte: Mariana da Rosa
Fotos:
Data: 13/09/18      Atualizada em: 13/09/18
Tags: pediatra , crianças , aprendizado , estudos ,









 
ARTIGOS

Um ano cheio de inovação
Dr. Alfredo Floro Cantalice Neto
Sentir-se Médico
Dr. José J. Camargo
A fragilidade da democracia da República do Brasil
Dr. Albino Julio Sciesleski
Ver Todas
JORNAL AMRIGS

Ver Todas
REVISTA DA AMRIGS

Ver Todas
AMRIGS NA MIDIA

Ver Todas