AMRIGS - Associação Médica do Rio Grande do Sul
    
 
Área do Associado



 


 

 
   
 

Dor nas costas pode ser sinam de uma doença séria - espondilite anquilosante

Em maio, organizações de pacientes de todo o mundo se unem para alertar a população sobre os sintomas da espondilite e a importância do diagnóstico precoce

Uma das queixas mais frequentes da população, dor nas costas, poder ser mais do que simples “mau jeito”. Pode ser sinal de uma doença crônica séria, inflamatória e progressivamente incapacitante. Este é o alerta do especialista Marcelo Pinheiro, reumatologista e Presidente da Comissão de Espondiloartrite da Sociedade Brasileira de Reumatologia. “Pode ser uma espondilite anquilosante, uma doença reumática de caráter inflamatório, crônica, e progressivamente incapacitante, que tem como principal sintoma uma dor bastante comum, a dor nas costas”, alerta.

A espondilite anquilosante é uma inflamação das articulações da coluna vertebral e outras articulações, como quadris, ombros e membros inferiores. Acomete três vezes mais homens do que mulheres e pode apresentar os primeiros sintomas entre os 20 e 40 anos de idade.  O diagnóstico correto pode demorar em média mais de cinco anos, pois a doença pode se apresentar em surtos de intensidade branda.

“Se não diagnosticada e tratada adequadamente, pode levar à incapacidade física, com acentuada limitação dos movimentos e curvatura da coluna que dificulta o caminhar de forma ereta, ficando com o tronco curvado e a cabeça baixa – o paciente não consegue olhar para frente; somente para baixo”, informa Dr. Marcelo Pinheiro. “É importante conscientizar a população que as doenças reumática não só afetam as pessoas mais idosas, mas os mais jovens também, e podem ser manifestar de diferentes formas. Por isso, o papel do especialista é importante – tanto para o diagnóstico correto, quanto para a escolha do tratamento adequado”.

Principais Características da Espondilite Anquilosante

A espondilite anquilosante se caracteriza pela dor persistente (por mais de um mês) na coluna e que surge de modo lento ou insidioso, com rigidez matinal (diminui de intensidade durante o dia), melhora com exercício e piora com repouso. A espondilite anquilosante pode se iniciar com dor nas nádegas, se espalhando pela parte posterior das coxas e inferior da coluna. Um lado pode ser geralmente mais doloroso do que o outro.  A inflamação das articulações entre as costelas e a coluna vertebral pode causar dor irradiada para o peito, que piora com respiração profunda, sentida ao redor das costelas,  ocorrendo pela diminuição da expansibilidade do tórax durante a respiração profunda. Alguns pacientes apresentam forte cansaço, perda de apetite e peso.

 Tratamento e Diagnóstico

O diagnóstico é feito com base em exames clínicos, laboratoriais e de imagem (raios-X e ressonância magnética).  O tratamento inclui fisioterapia, medicamentos (antiinflamatórios e agentes imumobiológicos) e adoção de hábitos saudáveis, como não fumar e prática de exercícios físicos.

Para mais informação sobre “EA”, acesse o site: https://www.reumatologia.org.br/doencas/cartilhas/

Fonte: Ascom AMB
Fotos:
Data: 09/05/18      Atualizada em: 09/05/18
Tags: AMB , dor nas costas , espondilite anquilosante , tratamento , diagnóstico ,









 
ARTIGOS

A fragilidade da democracia da República do Brasil
Dr. Albino Julio Sciesleski
Conscientização e prevenção sobre a Doença Falciforme
Dr. Alfredo Floro Cantalice Neto
Em defesa do plano de carreira no setor público
Dr. Alfredo Floro Cantalice Neto
Ver Todas
JORNAL AMRIGS

Ver Todas
REVISTA DA AMRIGS

Ver Todas
AMRIGS NA MIDIA

Ver Todas