AMRIGS - Associação Médica do Rio Grande do Sul
    
 
Área do Associado



 


 

A Saúde se manifesta - Dr. Jorge Utaliz


 
Existe hoje um flagrante descontentamento da população com a oferta de serviços públicos básicos ao contribuinte, já manifestada veementemente em junho de 2013, provocando uma série de ações governamentais que ainda não se mostraram suficientes para suprir a expectativa da população, principalmente num cenário de ganhos escusos extraordinários através da distribuição de favores financeiros paralelos às negociações público-privadas. 

Como qualquer instituição associativa, A Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS) prima pela livre manifestação de opiniões dentro e fora de nossa esfera de atuação. A multiplicidade de pontos de vista é que constrói uma imagem mais concreta da realidade diante dos problemas e materializa mais objetivamente as suas soluções.

A AMRIGS tem seu viés principal no aprimoramento científico e vê suas preocupações exacerbadas quando se depara diuturnamente com uma oferta de serviços públicos de saúde cada vez menos qualificados e oferecidos em estruturas dilapidadas pelo subfinanciamento do Sistema Único de Saúde.

A Associação Médica perfila-se junto aos que manifestam seu descontentamento com os postos de saúde sucateados, com a carência de leitos hospitalares, com a recorrente superlotação das emergências, com a demora ao atendimento de demandas mais básicas de saúde, com condições de trabalho insalubres e inseguras dos profissionais ligados à assistência à saúde, com a má distribuição de médicos pela ausência de uma carreira de estado que assegure um mínimo de segurança trabalhista aos médicos brasileiros e com o acolhimento incondicional de profissionais não avaliados pela exigência mínima do Revalida.

E, ao mesmo tempo, apoia o manifesto pela correta destinação do dinheiro do contribuinte para o financiamento de serviços públicos de qualidade e que possam ser acessados indistintamente por todos os cidadãos. Corruptos e corruptores, independente de suas bandeiras, têm que ressarcir os cofres do estado e ser banidos da vida pública.

A AMRIGS deseja intensamente que os protestos sejam manifestados de forma pacífica, refletindo tão somente a exteriorização de um desacordo com a atual situação política e social do nosso país, e que isso sensibilize as autoridades legitimamente constituídas a tomar as medidas que atendam às justas reivindicações da população.




 
ARTIGOS

Conscientização e prevenção sobre a Doença Falciforme
Dr. Alfredo Floro Cantalice Neto
Em defesa do plano de carreira no setor público
Dr. Alfredo Floro Cantalice Neto
Falando sobre depressão sem preconceito
Dr. Jair Escobar
Ver Todas
JORNAL AMRIGS

Ver Todas
REVISTA DA AMRIGS

Ver Todas
AMRIGS NA MIDIA

Ver Todas